+55 (49) 3541 3100
07 de Agosto de 2018
Líderes de setores da Bruno Industrial se reúnem para conhecer mais sobre o Bloco K

Com objetivo de informar os líderes de setores e dar continuidade das atividades para implantação do Bloco K, a Bruno Industrial em parceria com a Contassesc de Joaçaba, realizou reunião palestra, onde o consultor e diretor da empresa de contabilidade, Valdenir Menegat, repassou informações sobre a versão digital do livro de controle da produção e estoque. O modelo é uma obrigação onde as empresas deverão apresentar mensalmente, a partir de 2019, todo o controle de entradas e saídas, produção, bem como as quantidades referentes aos estoques de mercadorias. O encontro foi na semana passada (02).

Segundo Valdenir, o objetivo da Receita Federal com essa exigência é diminuir a sonegação, pois o Bloco K está diretamente relacionado ao estoque e ao controle de produção, fornecendo informações melhores também sobre custo de produção. “Com isso a Receita Federal poderá, por meios próprios, determinar a rentabilidade das empresas e saber se o lucro declarado está de acordo com o esperado. É uma espécie de prova dos 9 da contabilidade apresentada”, explica o contador.

Os gestores de setores da Bruno Industrial estão orientando os demais colaboradores para que toda a produção e estoque funcione de forma correta, para não haver problemas futuros. “É muito simples implantar o Bloco K, só precisam apenas ter uma única coisa em mente, vontade de fazer”, enfatizou Valdenir, completando que a empresa tem essa obrigação e se cada colaborador fizer a sua parte o resultado final será positivo. “Se a empresa perder, perdem todos”.

Registro de Controle da Produção e do Estoque

O denominado "Bloco K" é uma das partes de informação do SPED Fiscal ICMS/IPI, que constitui-se no livro eletrônico de Registro de Controle da Produção e do Estoque. O livro Registro de Controle da Produção e do Estoque destina-se à escrituração dos documentos fiscais e dos documentos de uso interno do estabelecimento, correspondente às entradas, saídas e produção, bem como as quantidades referentes aos estoques de mercadorias. O arquivo de Escritura Fiscal Digital (EFD) precisa ser gerado pela empresa contribuinte todos os meses e transmitido à Receita Federal, via internet. A escrituração do livro Registro de Controle da Produção e do Estoque será obrigatória para os estabelecimentos industriais ou a eles equiparados pela legislação federal e para os estabelecimentos atacadistas, podendo, a critério do Fisco, ser exigida de estabelecimento de contribuintes de outros setores.