+55 (49) 3541 3100
01 de Maio de 2013
01 de Maio Dia do Trabalhador

Para ilustrar essa data importante aos trabalhadores, nosso personagem é Vilmar Canuto, 48 anos. Ele é cozinheiro e presta serviços aos colaboradores da empresa Bruno Industrial há quase 16 anos.

Vilmar Canuto já dividiu seu tempo de trabalho em outras corporações, mas hoje as tarefas são direcionados para a empresa Bruno Industrial. Ele é responsável pelo refeitório da firma e, junto com mais duas pessoas, prepara diariamente refeições para aproximadamente 150 colaboradores.

Vilmar chega ao refeitório antes das 6hs da manhã e dedica metade de seu dia ao trabalho. "Mas não mata ninguém", brinca Vilmar acrescentando que o reconhecimento dos colaboradores e da direção da empresa é um grande incentivo para, diariamente, oferecer o melhor serviço.

História do Dia do Trabalhador

Conforme a Wikipédia, o Dia Internacional dos Trabalhadores é celebrado anualmente no dia 1º de Maio em numerosos países do mundo, feriado nacional aqui no Brasil. Isso porque em 1886, milhares de pessoas saíram pelas ruas Chicago nos Estados Unidos, para lutar pelos seus direitos.

Essa manifestação tinha como finalidade reivindicar a redução da jornada de trabalho para 8 horas diárias. Nesse dia teve início uma greve geral nos EUA. No dia 3 de Maio houve um pequeno levantamento que acabou com uma escaramuça com a polícia e com a morte de alguns manifestantes. No dia seguinte, 4 de Maio, uma nova manifestação foi organizada como protesto pelos acontecimentos dos dias anteriores, tendo terminado com o lançamento de uma bomba por desconhecidos para o meio dos policiais que começavam a dispersar os manifestantes, matando sete agentes. A polícia abriu então fogo sobre a multidão, matando doze pessoas e ferindo dezenas. Estes acontecimentos passaram a ser conhecidos como a Revolta de Haymarket.

Três anos mais tarde, no dia 20 de Junho de 1889, a segunda Internacional Socialista reunida em Paris decidiu por proposta de Raymond Lavigne convocar anualmente uma manifestação com o objetivo de lutar pelas 8 horas de trabalho diário. A data escolhida foi o 1º de Maio, como homenagem às lutas sindicais de Chicago. Em 1 de Maio de 1891 uma manifestação no norte de França é dispersada pela polícia resultando na morte de dez manifestantes. Esse novo drama serve para reforçar o dia como um dia de luta dos trabalhadores e meses depois a Internacional Socialista de Bruxelas proclama esse dia como dia internacional de reivindicação de condições laborais.

Em 23 de Abril de 1919 o senado francês ratifica o dia de 8 horas e proclama o dia 1 de Maio desse ano dia feriado. Em 1920 a Rússia adota o 1º de Maio como feriado nacional, e este exemplo é seguido por muitos outros países, como é o caso do Brasil.

Gisiane Agostini
Assessora de Imprensa e Comunicação